Você ama quem você é? E o que a MODA tem com isso?

Por Andréa Cordeiro

Publicitária, Especialista em Gestão Empresarial, Mestre em Mercado de Luxo, Consultora na área de Comunicação, empresária, mulher e mãe da Maria Beatriz.

quem eu sou

Quando fiz 40 anos algo dentro de mim  mudou! Passei a me questionar sobre a vida que eu levava e se eu realmente era feliz. Lembro-me de todos os questionamentos que eu me fazia durante as madrugadas acordada quando eu tentava racionalizar os sentimentos que afloravam. Eram tantos que eu me perdia muitas vezes. Me perguntava como eu ia conseguir começar o meu processo de mudança interno? Me perguntava incessantemente qual era o meu lugar no planeta? Por que eu estou aqui? Por que havia seguido caminhos impostos pela minha cultura amazonense? Quem eu era realmente? Como eu ia me conectar com a minha essência? Como eu faria para entender o que eu queria da vida? Ufa!!! Quantas noites eu passei acordada! Eu pensava, pensava e nada era resolvido. Com o tempo resolvi separar, mudar de casa, mudar de trabalho, abrir uma loja de roupa, me conectar com Deus e com a espiritualidade, comecei a ler sobre AMOR e FELICIDADE. Foi aí que descobri que para responder os meus questionamentos era necessário amar a mim mesma. Me perdoar pelas decisões que eu tomei ao longo da minha jornada.

Por coincidência ou destino, um dia eu estava na piscina do condomínio onde moro e conheci um rapaz de Belém-PA que me apresentou o Ho’Oponopono (uma técnica havaiana que significa “corrigir um erro” ou “tornar certo”). Ele me disse: “a minha mãe é psicóloga e usa a técnica há anos e ela serve para nós nos livrarmos das recordações ruins que tocam repetidamente na nossa mente”. E continuou: “O Ho’Oponopono vai permitir que você ao fazê-la limpe as recordações dolorosas. É só repetir inúmeras vezes por dia as seguintes palavras: Sinto muito. Me perdoe.Eu te amo. Sou grato. Essas frases estão relacionadas às quatro jóias de Jesus: Compaixão, Humildade, Amor e Gratidão. Então, disse ele com mais ênfase: o Ho’Oponopono é um apelo a Divindade para cancelar as memórias e, consequentemente, trará a paz”.

Comecei com o tempo a simplificar a minha vida, busco diariamente fazer o que me faz bem. Deixei que muitas vezes a dor que sinto permanecesse para que eu a entendesse.  Percebi que nem sempre ela é ruim, pois passei a olhá-la de frente e passei a entendê-la, sem medo!

E o que a MODA tem a ver com a nossa essência? É simples: a nossa cultura nos impõe sermos magras, modernas, antenadas, com roupas novas, bonitas, sermos bem sucedida, felizes o tempo todo e isso, muitas vezes, nos traz um desconforto e um vazio que atinge em cheio o nosso eu. Nos ferimos por buscar a perfeição! O que fazer? Seja você mesma!

O medo para encarar as adversidades da vida sempre irá existir, mas quando sabemos e entendemos quem somos tudo parece mais simples. Não esqueça: tem funcionado comigo. Tem dado certo! Percebo que estou no caminho certo de autoconhecimento e descobri há pouco tempo que a felicidade é um estado de espírito e que eu posso escolher ou não ser feliz.

Viver entre as lindas roupas do meu showroom e viver o glamour de estar sempre com roupas atuais e modernas me fez olhar mais para o meu eu interior. Me permiti estar sem maquiagem quando eu não estou com vontade de usar, me permiti estar com uma roupa mais confortável quando estou sem disposição para usar salto. Eu DECIDI não ser escrava da nossa cultura midiática mesmo trabalhando com MODA.

Resolvi apenas VIVER com mais leveza!

 

 


3 comentários sobre “Você ama quem você é? E o que a MODA tem com isso?

    1. Obrigada! Sempre escrevo com a alma.sou tão eu que, muitas vezes, aprendo comigo mesma. Me enxergo de frente.
      Que tal se perguntar as questões que precisam ser resolvidas?
      Faça o Ho’Oponopono com o coração. Pense em algo que precisa resolver. Tudo vai mudar na tua vida!
      Confie em você! Bj

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.