Posted on Deixe um comentário

Desafios da Maturidade

vovo fashion

O Brasil é um país que está amadurecendo a passos largos. Em 2016 já éramos o quinto país mais velho no mundo. Em 2020, segundo dados do IBGE, serão 30 milhões de idosos. Um novo momento! Um momento transformador! Encarar essa nova fase para os especialistas é fundamental para o bem-estar e a qualidade de vida. Aceitar esse novo momento é perceber as mudanças físicas, psicológicas e sociais.

Ter autonomia a partir dos 60 anos é algo desejado por todos. Mas, nem sempre isso acontece. Dados do IBGE, colhidas em 2015, indicam que 17,3 das pessoas acima de 60 anos apresentam alguma limitação para exercer alguma atividade física, atividades diárias ou cuidar do próprio dinheiro. Então, precisamos pensar na prevenção não é mesmo?! As pessoas precisam mudar alguns hábitos: hidratar (tomar pelo menos três litros de água por dia), ter uma nutrição adequada, controlar o peso, fazer atividade física e ter interação social são ações que beneficiam as pessoas a partir dos 60 anos de idade.

As pessoas precisam pensar em um projeto de vida. A maturidade é uma fase que precisa ser vivida com entusiasmo, com coragem e otimismo. O envelhecimento é inevitável! Há vantagens nessa nova fase: a maturidade te direciona para o caminho que te dá mais prazer, faz o teu coração se sentir em paz, o autoconhecimento te direciona para o teu eu interior, com isso, fica mais fácil resolver questões que antes eram tão complexas, o amor fica aparente quando somos maduros. Entender o que te faz bem é a chave para a felicidade na terceira idade.  Ter autonomia emocional é importante para que o teu caminho seja prazeroso.

Redescobrir as coisas boas da vida é uma questão de tempo e de desejo. Refletir sobre o que gosta, o que quer, e o que te faz acordar todos os dias é muito importante nessa nova fase. Lembre-se: já caminhou até aqui não é mesmo?! Que tal ocupar a mente com algo que te motiva?! Que tal mexer o corpo?! Precisamos independentemente da idade, manter viva a chama da vontade, do desejo, acreditar que é capaz e ousar.

A caminhada da vida nos traz muitos ensinamentos e ter está consciência te redimensiona e faz você se sentir legitimamente vivo. Enxergar a simplicidade da vida nas pequenas coisas nos ajuda a experenciar uma vida mais plena.

Posted on Deixe um comentário

Você parou para pensar em você? Mude um hábito inato – as desculpas

otimista

autoanálise é um momento só nosso! É um momento único para refletirmos sobre onde estamos em vários aspectos! É a chave para dominar a vida! É um exercício muitas vezes doloroso, principalmente, por enxergarmos os próprios erros. Olhar para dentro de nós, sem preconceito e disposto a detectar o que precisa ser modificado é um dos exercícios mais difíceis e complexos da vida.

Cada um de nós é reflexo da hereditariedade e do ambiente em que vive e a maioria das pessoas vive de maneira mecânica. Acordamos no automático -, acordamos, comemos, trabalhamos, estudamos, nos divertimos, dormimos e muitas vezes não compreendemos e nem procuramos saber o motivo de não sermos felizes como gostaríamos e as desculpas para as mudanças surgem como bálsamo da tristeza que teima em permanecer.

João Cordeiro em seu novo livro, “Desculpability”, fala sobre as desculpas que damos o tempo inteiro e afirma que estas desculpas nascem conosco, não se desligam e não cessam. É um modelo mental inconsciente! Como assim? Já parou para pensar que temos o hábito de culpar os outros e de achar que todos os problemas que esbarramos, é dos outros e não nossos problemas. É como se o problema fosse sempre externo: dos irmãos, dos pais, do cônjuge, do governo, da empresa, do chefe, do amigo, do vizinho, do MUNDO! Dificilmente, segundo o João Cordeiro, olhamos para dentro de nós e detectamos qual é o problema e qual a nossa participação nele. O autor vai além quando afirma que essas desculpas são o mal do século, e é um mal muito sério que invade e faz parte da nossa sociedade.

O correto seria trazer a responsabilidade dos problemas para nós mesmos, mas há a tendência de normalmente nos colocarmos como coitadinhos e nos vitimamos. Será que assim fica mais fácil? Sim, com certeza. Olhar para dentro de nós é caminhar na contramão do que acontece há tempos na nossa sociedade. Somos uma sociedade que dá importância ao TER muito mais do que a SER. Uma sociedade contaminada por crenças e hábitos individuais em detrimento com o coletivo. Não poderia ser diferente, não é mesmo?! Não somos incentivamos a termos responsabilidades como um cidadão preocupado com o outro, como nas décadas passadas. Para confirmar todas as constatações descritas no artigo o autor usa uma frase de Rui Barbosa (jurista, diplomata, filósofo, escritor) que parece que foi escrita hoje, mas ela é de 1914. Diz ele: “De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto”. Vivemos um momento que comportamentos egoístas são frequentes. O que falta? Refletirmos. Todos nós sabemos que o que é certo e errado. Depois da reflexão precisamos colocar em prática a autoanálise e, consequentemente, vamos nos deparar com nós mesmos e nos responsabilizar pela nossa vida. Vamos agir como donos, e vamos entregar novos resultados: novas atitudes.

Nas empresas há muitas pessoas que dão desculpas o tempo todo. Novamente trazer a responsabilidade para si é uma tarefa quase impossível para a maioria. Estas pessoas compartilham com os seus colegas a falta de vontade de resolver o que precisa ser mudado de lugar dentro da MENTE e do coração. TUDO é uma questão de detectar e escolher sentir diferente.

Por isso, precisamos de mais otimismo. Se não conseguimos passar por uma porta, que passemos por uma janela ou até mesmo encontrar outra porta. Vários especialistas já aceitam que a mudança de comportamento de dentro para fora muda qualquer cenário por pior que ele pareça ser. No futuro irá acontecer algo positivo, uma luz surgirá no fim do túnel, mesmo que no presente esteja tudo escuro e sem perspectiva de melhora imediata.

Ah, otimismo! Você é a nossa disposição para enxergarmos o lado bom como resultado. É enxergar o lado bom de todas as situações da vida. Dar espaço para o pessimismo e as desculpas para nossos problemas do dia a dia é um caminho triste e sem perspectiva e esperança para a resolução dos problemas. Então, opte em mudar o hábito de dar desculpas para TUDO. Seja feliz!

Posted on Deixe um comentário

Construa a sua FELICIDADE

felicidade 2

A felicidade não depende apenas do status social, dos bens, da religião ou da beleza física. Ela PODE e DEVE ser construída diariamente, segundo os especialistas. Entender os fundamentos da felicidade e do bem-estar é um movimento que tem feito parte do mundo moderno há algumas décadas. A cada NOVO ano inúmeras pessoas têm buscado o caminho para a felicidade e a cada novo mês há NOVOS lançamentos de livros com títulos sobre o tema em todo o mundo. Todos têm o mesmo objetivo: ensinar como sermos felizes. Será que é utopia? Será que conseguimos alcançar a felicidade?

No Documentário: “Happy: documentário para a genuína felicidade”, alguns especialistas expuseram teorias, percepções e exemplos de países ou comunidades que vivem felizes.  Um deles afirma que somos compostos por um tripé, uma combinação de: genética que equivale 50%, 10% são as circunstâncias da vida (emprego, dinheiro, status social, saúde) que equivale 10% e a nossa liberdade equivale a 40%. Outro cita um país no Sul da Índia que segue um caminho diferente dos países em desenvolvimento. Pasme! Não dão prioridade ao crescimento econômico e sim a FIB (felicidade interna bruta). O Governo tem a preocupação e o objetivo de manter a população feliz. Um outro exemplo é a Dinamarca. Lá tem uma comunidade onde vivem diversas famílias juntas e algumas responsabilidades do dia a dia são compartilhadas entre todos os moradores. O foco é cooperação e não competição. Uma nova maneira de viver a VIDA.

Para um dos pioneiros da Psicologia Positiva, Martin Seligman (Ex-Presidente da Associação Americana de Psicologia), entender as emoções, averiguar o processo, as dinâmicas e as situações é imprescindível para definir o caminho para a felicidade. Ele acredita que há três dimensões específicas que nos direciona a FELICIDADE:

1 Ter uma vida prazerosa. Imagino que você se perguntou o que isto significa. Não é mesmo?!

Significa cultivar emoções positivas e duradouras e encontrar um equilíbrio entre o passado, o presente e o futuro. E como achar este equilíbrio? Devemos agradecer, perdoar o que aconteceu no passado, saber lidar com as emoções negativas do presente, encontrar novas formas de ser feliz, olhar o futuro com esperança e otimismo.

2 Construir uma vida boa a partir das nossas virtudes.

3 Ter uma vida significativa executando o exercício da bondade. Cooperação e altruísmo são as palavras-chave para exercitar a bondade e entregar energias positivas para mudar a vida dos outros ao nosso redor e a nós mesmos.

Mas, há outras maneiras ou guias que especialistas acreditam que se seguirmos vamos alcançar a tão sonhada FELICIDADE. São 07 os passos que devemos seguir.

Primeiro precisamos entender que ela não aparece como em um passe de mágica. Ela é construída e desejada!

1 O passado é um obstáculo. Não podemos mudá-lo. Mas, podemos decodificá-lo. E não podemos esquecer que o presente vira passado em três segundos, segundo Daniel Kahneman, outro psicólogo obcecado pelo tema felicidade. Então precisamos multiplicar as boas lembranças. E ele não para por aí: dar dicas do que fazer:

– dividir as férias em pequenas férias. Ele afirma que no futuro teremos mais recordações sobre as férias;

– gastar o dinheiro com experiência e não com produtos. As experiências ficam guardadas na memória;

– não preocupar com os momentos ruins da vida, aos poucos o cérebro vai transformar estes momentos e eles se tornarão menos ruins;

– mude a sua rotina. Troque o transporte que vai para o trabalho, troque o caminho que vai para o trabalho, almoce com um amigo, brinque com o seu filho em um lugar diferente. Lembre-se: TUDO vira memória;

– deixe o prazer para o final do dia. As reuniões chatas e longas, as conversas sérias com uma amiga ou com o namorado, por exemplo, devem ser discutidas durante o dia e nunca perto da hora de dormir. Assim, dormirá em paz e isto não tem preço.

2 Medite! Ela é um bálsamo para a MENTE.

A meditação é uma das maneiras de buscar autoconhecimento. Nessa correria que vivemos hoje em dia, ficamos muitas vezes esgotados mentalmente e espiritualmente e este esgotamento é uma das epidemias do mundo contemporâneo. Ela nos atrapalha no dia a dia, por isso, precisamos identificar o motivo que nos sentimos estagnados, e qual é o propósito da minha vida.

A meditação modifica a maneira de enxergarmos a VIDA e, consequentemente, podemos aplicá-la a nossa vida profissional.  Buscar o autoconhecimento por meio da meditação é entender os nossos verdadeiros anseios pessoais. Estar alguns minutos por dia com nós mesmos não é perda de tempo. É uma viagem interna que nos observamos. Silenciamos a nossa MENTE! É necessário não é mesmo?! Pois bem, a prática da meditação se traduz em uma jornada de reflexão e aprendizado.

Mas, como começar a meditar? Primeiro precisar estar ciente que a concentração no início do processo será mais difícil, pois muitos pensamentos vêm e vão. Deixo-os vir! Mas, concentre-se na respiração. E não desista! Todos os segundos que se perceber disperso, volte a sua atenção para a sua respiração. Aos poucos a meditação o corpo e a mente estarão mais familiarizados com a prática da meditação.

Imagino que você esteja se perguntando quais são os benefícios da meditação. Não é mesmo?!

Diminui o estresse e a ansiedade do dia a dia. Com a meditação você terá consciência de si mesmo e abrirá espaço para a MENTE trabalhar com leveza e tranquilidade. Conhecer as nossas emoções é outro benefício da meditação. Mas, não é de uma hora pra outra que você vai perceber os benefícios. Vai demorar um tempo para ter consciência de si mesmo. Quando acontecer os resultados, será imediato.

Para meditar é preciso ter coragem, foco e paciência. Esse novo hábito precisa de tempo para que você sinta a diferença na tua vida e quando acontecer você será uma pessoa mais confiante, mais forte e mais corajosa.

3 Concentre-se no que faz

A ideia é se concentrar inteiramente em TUDO que você fizer, assim o ônus dessa concentração é ter clareza mental e, consequentemente, você vai se sentir feliz e completo.

4 Pensamento Positivo

Existem momentos bons e ruins no nosso dia a dia e é natural tê-los. A estratégia que devemos usar é nos recuperar das adversidades o mais rápido possível. É uma escolha, entende?!

É a velocidade da superação dos problemas que vai determinar a tua felicidade. Faz sentido?!

As emoções positivas nos faz sentir uma alegria, prazer, entusiasmo, motivação. As emoções negativas nos faz sentir tristeza, desânimo, dor, medo, angústia. Qual das emoções você quer permanecer sentindo? Tenho certeza que você vai responder que é óbvio que seja as emoções positivas, então, está na hora de mudar o hábito quando acontecem as emoções ruins. A ideia é senti-la, entendê-la, refletir o motivo de sentir aquelas emoções ruins e reagir! Querer sair daquela baixa frequência é a chave para mudar as sensações que não deseja sentir.

5 Gratidão

Muitas pessoas passaram a usá-la há poucos anos e diferente da maneira que é utilizada, com posts para mostrar as viagens e ostentar a compra de algum produto, ela é um palavra que nos faz bem. A gratidão pela saúde que temos, pelo dia lindo que está fazendo, ou pelo nascimento de um filho, é com certeza motivo para agradecer. Mas, agradecer quem?! Ao universo e quem acredita, a Deus. Agradecer nos traz consciência da VIDA!

6 Cultive as boas amizades

Nada é mais importante que as pessoas que você gosta. Somos seres sociáveis! Estamos o tempo todo em contato com pessoas e elas são importantes para compartilharmos a vida.

7 Viva em PAZ

Com a ansiedade que muitos de nós sentimos essa paz é quase rara. A nossa cabeça não para! Está cheia de obrigações, deveres, cobranças! Assim, para conquistarmos e para garantirmos que ela faça parte da nossa vida é necessário que exista equilíbrio na sua vida – trabalho e vida pessoal (família, amigos, espiritualidade, lazer, natureza).

Para sermos felizes devemos construir valores:

  • foco no momento presente;
  • amor incondicional por si mesmo;
  • valorizar o que temos; e
  • agradecer.

Ah, agradecer!!!! É uma palavra mágica e devemos entregá-la para o universo SEMPRE, assim, coisas boas acontecem em nossas vidas. Assim, eu acredito!

Sejamos felizes!

Posted on 1 comentário

Aplicativos de relacionamento. O que esperar?!

Por Andréa Cordeiro

Publicitária, Especialista em Gestão Empresarial, Mestre em Mercado de Luxo, Consultora na área de Comunicação, empresária, mulher e mãe da Maria Beatriz.

cropped-img_3065-1.jpg

 

Um aplicativo de relacionamento nos transporta para um mundo de oportunidades. É simples: definimos o perfil da pessoa que desejamos  e aguardamos o match. Iniciamos, normalmente, do mesmo jeito: Como vai? Qual o teu endereço? Tem filhos? O que gosta de fazer? Logo em seguida, os assuntos vão surgindo e a conversa flui. Às vezes, não acontece! Ora por falta de tempo, ora por falta de afinidade, ora por falta de vontade (…). A única certeza que temos  é que ao entrar no aplicativo não sabemos o que vai acontecer. Mas, o importante é perceber que não temos nada a perder e isto é libertador.

No mundo moderno a tecnologia nos ajuda a conhecer pessoas diferentes e isto é fascinante. Podemos escolher com quem conversar, se vamos encontrar, se vamos beijar (…). As pessoas têm tantas opções que podemos criar um NOVO destino. Desapegue da vontade de conhecer o “príncipe” e TUDO vai acontecer. É preciso estar preparado para que as coisas aconteçam na sua vida!

Ame-se incondicionalmente! Para atrair um amor, você precisa se AMAR. Se pergunte as suas qualidades e se pergunte o que espera do outro.  Não esqueça: quando a gente se ama, se respeita, não aceita migalhas, não se contenta com pouco.

Lembre-se: Tudo está sempre certo! Agradeça pelo que deu errado e entregue TUDO ao universo. Confie nele!